terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Tudo novo!

Links para esta postagem
Quem diria que hoje eu estaria aqui escrevendo sobre o aniversário de um ano desse sempre singelo manicómio. Como o tempo passa e de fato, não pára. Por enquanto, quero apenas agradecer as mais de 10 mil visitas, os comentários, as sugestões e as raras, porém reais tentativas de me internarem.

Como ainda faltam 30 dias para a data exata de um ano do blog - e eu não me agüentei para alterar a programação visual da página, informo aos visitantes que durante o mês de fevereiro estarei atualizando links, reformulando leiautes e continuando a comentar peças que de alguma forma nos fazem pensar na eminente insanidade do ser publicitário.

Um abraço a todos,

Luciano Marino

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Cada uma...

Links para esta postagem


Certas coisas na publicidade me irritam, e me irritam tanto que chego a pensar que alguns profissionais dessa nobre arte têm uma certa dose de benzocaína na cabeça. Penso assim quando vejo um apelo como este, feito por uma associação de bares e restaurantes no Canadá, onde os caras tinham a intenção de consciencializar os usuários de banheiros a lavarem as mãos após mijar. Daí, para se colocarem como educadores exemplares usam uma dado estúpido e adesivam a porta com a maçaneta em local estratégico. Lamentável.

No anúncio lê-se: Cuidade. 93% dos homens dizem que lavam as mãos. 34% deles mentem.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Mas hein???

Links para esta postagem


Caras que criaram isso confirmam o título desse blog. Trata-se de anúncios para vender fones de ouvido que praticamente anulam ruídos - tão eficiente que chega a ser perigoso aos usuários.
Gostei também da sacada e fotografia.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Red Bull te dá náááuseas

Links para esta postagem



Se existe algo que é condenável nos publicitários Brasil a fora, podemos eleger o culto ao capitalismo selvagem. Claro! O negócio é vender, vender e vender, não importando muito quais meios sejam necessários, mas as vezes o caras estrapolam, piram, perdem a noção e numa espécie de censo comum entre criativos, diretores e clientes, a população (não consumidores) são obrigados e ler em jornais ações de guerrilha infelizes como esta, da Red Bull.

Os caras tiveram na capacidade de se aproveitar do acidente nas obras do metrô de São Paulo para dizerem que seu energético é perfeito para exercícios que exigem muito desgaste físico e mental. E então colocaram suas lindas promotoras no local do acidente para distribuir as bebidas aos bombeiros e demais pessoas que trabalhavam na obra.

Nem sei se esse tipo de apelo incomoda tanta gente como eu imagino, mas de qualquer forma tenho certeza que poderia ser evitado como forma de respeito aos que ali morreram e ainda nem tiveram seus corpos encontrados.

Isso me fez lembrar um anúncio da Coca-Cola após os atentados de 11 de setembro em Nova Iorque. Um caminho da marca em meio a toda aquela poeira e escombros do WTC e o título logo abaixo: "Não importa o lugar, não importa quando. Sempre Coca-Cola". Péssimo também.

Clique aqui para ver as fotos do Buzz.

domingo, 14 de janeiro de 2007

Eu sou assim e sou feliz

Links para esta postagem

Para todos os cidadãos brasileiros que acessarem www.eusouassimesoufeliz.com.br e descobrirem seu perfil econômico, dedico este primeiro post de 2007 - ainda em ritmo das tão sonhadas e merecidas férias (Salve Getúlio Vargas).

Lá o internauta responde um questionário de sete perguntinhas básicas e confere qual dos personagens mais se aproxima do seu perfil. Sem dúvidas alguma, uma grande idéia do HSBC para agariar e fidelizar ainda mais clientes.

Mesmo assim ainda prefiro as campanhas do Itaú - aquele laranja tem algo ainda especial. Porém, o HSBC tem outro foco, e consequentemente, outro apelo.