domingo, 26 de agosto de 2007

Faça como a Audi - Diga não aos carros

Links para esta postagem
Esse belíssimo anúncio da Audi é tão, digamos, oportuno, que simplesmente não mostra o carro. Mas isso é o que faz dela, uma peça incrivelmente "inspiradora".
.
Digo isso porque a montadora também aderiu à campanha do Dia Mundial sem Carro, comemorado em 22 de setembro. É mais um daqueles apelos apelos ao já popular manifesto mundial contra o aquecimento do nosso planeta.
.
A idéia meus amigos, é mais ou menos fazer as pessoas repensarem sobre as formas de transporte urbano - algo que não agrida tanto a vida no futuro. Porém, isso obviamente é o que podemos chamar de atitude politicamente correta, e nada mais, porque na verdade, o que sabemos é que a indústria automobilística não está nem aí para as toneladas de gases poluentes que todos os dias são liberados na atmosfera. Estão apenas preocupados com sua imagem de empresa ecologicamente corretas, e nada além disso.
.
De qualquer maneira, estima-se que 1,3 mil cidades aderiram a esse movimento, e de acordo com a World Car Free Network, até 2025, se nada for feito, é claro, haverá aproximadamente um bilhão de carros circulando por aí.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Mas hein?!

Links para esta postagem

É um anúncio que não tem muito o que comentar, mas não podia deixar de postá-lo por aqui.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Mais polêmico do que criativo | 6

Links para esta postagem

Fazia algum tempo que uma boa propaganda polêmica não dava as caras por aqui, e para quebrar o jejum, vejam esse outdoor que foi veiculado nos Estados Unidos para um escritório de advocacia. A mensagem simplesmente diz: "a vida é curta, divorcie-se". Acho que nem preciso dizer a repercussão que isso gerou.
.
A questão é que a firma Fetman, Garland & Associates, especializada em separações, quis fazer algo novo, bem diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver em anúncios de advogados associados. Porém, a única coisa que a inusitada comunicação conseguiu foi deixar o público completamente isandecido com a falta de respeito, gerando inclusive protestos de associações de advogados e tudo mais. E como era de se esperar, a peça foi rapidamente retirada pelo dono do estacionamento onde ela estava instalada.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Logo Rio 2016

Links para esta postagem
Foi lançado hoje o logo provisório da campanha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Basicamente, a idéia é "vender" mais uma vez as belezas naturais do Rio, e mais uma vez o Pão de Açúcar emprestou sua silhueta para compor o símbolo da "cidade aspirante".

Agora vamos a minha opinião, e novamente achei que poderia ter ficado melhor. Eu disse que poderia ter ficado melhor? Na verdade acho que poderia ter ficado muuuuuuito melhor. Isso está parecendo coisa de estagiário, com todo respeito aos estagiários, é claro. Mas esse "R" mal desenhado tentando representar o Pão de Açúcar ficou deprimente.
.
Agora o que eu achei mais ruim nisso tudo foi a defesa do degradé utilizado no logo. Segundo a agência que o criou, esse efeito representa o calor da cidade e o calor humano. Sinceramente, não vejo qualquer relação nisso com calor humano, é subjetivo demais.

E para finalizar, quero dizer que achei tão ruim que cheguei ao ponto de lembrar do logo criado para as Olímpiadas de Londres de 2012, que chegou a ser considerado um insulto à inteligência dos londrinos. Ou seja, comparando os dois logotipos posso dizer que esão ali, pau-a-pau.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Nada se cria | 24

Links para esta postagem
A única coisa que tenho a dizer nesse caso é que o cartão vermelho deveria ir para a chupada.
Com vocês, mais uma da série "Nada se cria".


segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Louco não, Macaco!

Links para esta postagem
Eu tinha prometido para mim mesmo que não comentaria nada a respeito da campanha ofensiva daquele grande jornal que termina em "ÃO". Mas não me aguentei ao ver a repercussão e resolvi dizer o que eu penso, de forma bem sucinta, é claro.

Primeiro, é uma estratégia, e ponto final. E se o objetivo dessa estratégia foi colocar a marca em evidência, parabéns para a Talent, eles foram pra lá de competentes na sua missão. Em quase todo virtual lugar que eu costumo frequentar, tá lá um blogueiro enfurecido e fazendo seu pequeno protesto contra o jornal para quem pensa ÃO.
.
Veja alguns exemplos:

Em segundo (e último) lugar, olho para a coisa toda como um mero processo de comunicação que propositadamente deveria gerar ruídos, essa é definitivamente a proposta dos caras. O que esse macaquinho aqui quer dizer meus amigos, é que devemos ver as coisas com o mínimo de influência possível. Analisar mais friamente sabendo que daqui alguns dias, todo esse alvoroço é engolido por um bom PR Stunt da vida - e o mais legal, o jornal não venderá menos edições por causa disso. Por incrível que possa parecer, vejo eficiência no que foi feito. Querendo ou não, a blogosfera inteira fala do Estadão, fala mal, mas fala do Estadão.

sábado, 11 de agosto de 2007

Toda censura é burra

Links para esta postagem
Depois de alguns pedidos e muita enrolação da minha parte, disponibilizo aqui os filmes da Associação Brasileira de Propaganda que protestam contra as censuras na propaganda brasileira.
Quem assina as peças é a Giovanni+Draftfcb.

Além desses três filmes, foram produzidos também quatro spots, mídia exterior, mídia impressa, camisetas, adesivos e ações na Internet que incluem hotsite, canal exclusivo no YouTube e comunidade no Orkut.

O hotsite é também uma ferramenta para a realização de um abaixo-assinado contra a censura, e no canal exclusivo do Orkut pode ser postado vídeos sobre o assunto. Se você gostou dos filme, garanto que vale a pena conferir.


Lápis


Banana


Bola

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Ford off-road

Links para esta postagem

Mais um excelente anúncio recheado com muita criatividade, e até certo ponto, bom humor. É uma daquelas idéias que você bate o olho e gosta do que vê, mas como quase sempre tem um "mas", tenho apenas um comentário a fazer. Sei que algumas pessoas não concordarão com o que vou escrever, mas estamos aqui exatamente com esse propósito: debater propagandas.

Repare como o animal parece estar com medo, retraído, incomodado. O que eu quero dizer é que na composição de certos conceitos, deve-se tomar muito, mas muito cuidado com o incurso que a mensagem gera. Apesar da boa sacada criativa dessa peça da Ford, repare que quem passou por ali parece não ter se importado muito o meio ambiente. Deixou um sinal claro de degradação e ainda passa a idéia de que se algum animal não sair da frente, vira o almoço dos urubus.

> Outro anúncio que também chamou a atenção nesse sentido foi postado aqui há algum tempo. Confira.

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Dia dos pais Pantanal Shopping 2007

Links para esta postagem
Enviado pelo publicitário Adelino Neto, este é o filme que a Focus FCS criou para o Dia dos pais do Pantanal Shopping. Quero que analisem os cuidados com a produção desse comercial.

Segundo a agência, trata-se de uma idéia simples que brinca com a "árvore genealógica", ou seja, é um anúncio que faz analogia com os frutos dessa árvore. Homenageando o pai, e principalmente o avô (pai duas vezes), o filme tem uma levada mais emotiva tentando não ser piegas. Mesmo assim não foi descartado o velho e bom "varejo", convidando as pessoas a dar uma passadinha e comprar o presente do pai no Pantanal Shopping. "Tentamos mesclar um pouco de cada coisa sem torná-lo um Frankenstein, apesar do formato de 30 segundos -a história conseguiu ser montada com começo, meio e fim", comenta Neto.

domingo, 5 de agosto de 2007

Nada se cria | 23

Links para esta postagem
Pela primeira vez na existência desse blog publico um "Nada se cria" envolvendo novamente as mesmas marcas, incrível não?! Estou me referindo a este post, publicado no dia 20 de junho de 2007, que compara duas propagandas muito parecidas do Volkwagem Fox e Citröen C1.

Veja esse anúncio do Volkwagem GTI que eu encontrei no Ads of the world essa semana:


Agora compare a essa peça da Citröen e tire suas conclusões.

> O anúncio da Citröen também já foi publicado aqui, veja.

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Não abuse da sorte

Links para esta postagem
O filme a seguir foi enviado pelo publicitário Samuel Teixeira (Soul Propaganda). O vídeo, vencedor na categoria acadêmica do Prêmio TVCA de Produção e Vídeo em 2007, chama a atenção pela simplicidade da produção, porém traz uma mensagem fortíssima sobre as consequências da imprudência no trânsito.

Segundo o próprio Samuel, a idéia foi transmitir um “conselho” de que se abusar da sorte no trânsito, ela pode mudar. “No trânsito, a diferença entre Sorte e Morte, é apenas uma letra”

O filme chamou tanto a atenção que a sua veiculação, ao invés de ser feita durante um mês e meio após a premiação, foi estendida para mais 30 dias em horário nobre na filial da TV Globo em Cuiabá.



Direção: Samuel Teixeira e Rafael de Carvalho
Criação: Samuel Teixeira, Rafael de Carvalho, Pedro Paquer e Danillo Carvalho

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Anúncios em relógios

Links para esta postagem
A criatividade realmente é uma coisa espantosa, por exemplo um relógio. Você quer coisa mais "quadrada" do que um relógio? Ele por si só já se limita a um interminável tic-tac que geraria depressão a qualquer criativo que se preze. É ele quem diz que o prazo para a entrega da campanha está terminando, é ele quem nos faz sair do aconchego da cama as 7h da manhã para pegar um trânsito infernal numa quarta-feira chuvosa.

Definitivamente, esse objeto terrorista de medição do tempo não venceu os caras que criaram esses anúncios a seguir, é o que eu costumo chamar de "talento para observar as coisas por outro ângulo".


O anúncio acima foi criado para divulgar o centro de yoga Y+, de Shanghai, na China.
É uma excelente forma para mostrar os benefícios que a yoga proporciona ao corpo - é fato que flexibilidade é uma forma de prazer cada vez mais relevante na vida das pessoas.



Já essa outra peça, criada pela AlmapBBDO para a Gol Linhas Aéreas, veiculou apenas na internet. A idéia é que cada ponteiro do relógio seja representado por um meio de transporte. Obviamente, o conceito está em cima do tempo que se economiza quando optamos por voar de avião (tudo bem que ultimamente ir de ônibus está mais rápido, mas não vamos crucificar o anúncio por causa dessas variáveis até certo ponto, incontroláveis).