segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Louco não, Macaco!

Eu tinha prometido para mim mesmo que não comentaria nada a respeito da campanha ofensiva daquele grande jornal que termina em "ÃO". Mas não me aguentei ao ver a repercussão e resolvi dizer o que eu penso, de forma bem sucinta, é claro.

Primeiro, é uma estratégia, e ponto final. E se o objetivo dessa estratégia foi colocar a marca em evidência, parabéns para a Talent, eles foram pra lá de competentes na sua missão. Em quase todo virtual lugar que eu costumo frequentar, tá lá um blogueiro enfurecido e fazendo seu pequeno protesto contra o jornal para quem pensa ÃO.
.
Veja alguns exemplos:

Em segundo (e último) lugar, olho para a coisa toda como um mero processo de comunicação que propositadamente deveria gerar ruídos, essa é definitivamente a proposta dos caras. O que esse macaquinho aqui quer dizer meus amigos, é que devemos ver as coisas com o mínimo de influência possível. Analisar mais friamente sabendo que daqui alguns dias, todo esse alvoroço é engolido por um bom PR Stunt da vida - e o mais legal, o jornal não venderá menos edições por causa disso. Por incrível que possa parecer, vejo eficiência no que foi feito. Querendo ou não, a blogosfera inteira fala do Estadão, fala mal, mas fala do Estadão.

3 comentários:

P. A. Henriques disse...

fala luciano,

tudo bem?

parabens pelo blog. show de bola..

sou estudante e amante da publicidade..

valeu.

marketrix disse...

De fato foi gerada uma imensa publicidade espontânea para a marca, mas foi uma publicidade negativa, ao menos dentro da blogsfera. Proposital ou não, acho que os frutos colhidos não serão muito positivos.

Abs,
Luciana

Anônimo disse...

Obrigado P. A. Henriques, é muito bom tê-lo conosco, sempre que puder apareça. A casa é sua.
Luciano