terça-feira, 30 de outubro de 2007

Nada se cria | 31

Links para esta postagem
Já que essa semana falamos sobre campanhas contra o cigarro, aí vai um "Nada se cria" rapidinho comparando duas campanhas com, digamos, idéias irmãs. Quem assina a primeira peça é a agência Staff de Comunicação, e a segunda eu não faço a menor idéia, também nem desconfio o que está escrito no texto. Mas como a propaganda é uma linguagem universal, a chupada também pode ser. Fazer o que? O jeito é postar aqui, no Canudinho Awards 2007.

Hay que amaciar, pero perder la ternura jamás

Links para esta postagem
Eu separei essa peça para comentar aqui por dois motivos. O primeiro é obviamente falar mais uma vez da simplicidade de uma idéia bem construída. A segunda é dizer que apesar da peça ser uma camiseta, funciona apenas como impresso ou mídia digital.
.
E para quem boiou legal, a propaganda é do amaciante Mon Bijou - que é tão eficiente com a camiseta que até expressão do Che Guevara mudou. Quem assina é nada mais nada menos que a DPZ.

Fonte: Blogcitário

Nada se cria | 30

Links para esta postagem
Alguém tem uma idéia melhor para vender os produtos abaixo? O jeito é mandar todo mundo pro Nada se cria.








segunda-feira, 29 de outubro de 2007

O maior out door do mundo

Links para esta postagem

Há quem diga que quando não se pode vencer pela criatividade, vença pelo exagero. É mais ou menos isso que acontece nesse out door criado pela Ad-Air para a construtora Sorouh Real Estate, de Dubai nos Emirados Árabes.
.
Com seus incríveis 20 mil m², a idéia do anúncio - além é claro, de entrar para o livro dos recordes - é chamar a atenção das pessoas que viajam de avião, já que existe um aeroporto ali perto.
.
Ano que vem, a empresa que comercializa a mídia pretende lançar mais quatro anúncios gigantes próximos a aeroportos: dois na Europa e dois nos Estados Unidos. Segundo as estimativas, aproximadamente 14 milhões de pessoas devem ver as peças.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Ariel dá férias para sua máquina de lavar

Links para esta postagem

Vejam que inusitada essa ação da Ariel para lançar sua caneta que tem o poder de retirar manchas das roupas. Apesar de toda a irreverência, a idéia conseguiu o que toda ação de guerrilha sonha: chamar a atenção.
.
Obviamente, trata-se de mais uma sacada que não tem nada demais, muito pelo contrário, é bem simples. Mas como cansamos de comentar por aqui, vale pela originalidade de ver uma marca simplesmente dando férias ao seu produto, no caso, espalhando máquinas de lavar em estações de esqui pela Europa.
.
No texto impresso nas máquinas, lê-se: “Mande a sua máquina para as férias, porque a nova caneta anti-manchas Ariel remove as manchas”.
Fonte: Alept

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Teste oftalmológico

Links para esta postagem
Eu sei que existem milhares de peças que se baseiam naquele bom e velho método de se examinar as vistas, "que letra você vê?" "e agora?", etc... Mas esse realmente me chamou a atenção.

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Mais uma contra o tabaco

Links para esta postagem
Depois de um pequeno e inevitável recesso, voltamos com uma campanha anti-tabagista que está gerando frisson na Comunidade Européia. Mas antes disso, quero destacar um pertinente comentário que esse singelo blog recebeu há algum tempo. Quem assina é a leitora Luciene no post É proibido fumar... enquanto é tempo!, vejam na íntegra o que ela pensa sobre campanhas como essa que veremos a seguir:
.
"Caro Publicitário, como consumidora de um produto do mercado nacional e internacional, eu gostaria de lhe dizer algo a respeito do que acho das chamadas campanhas anti-tabagistas. Tais imagens não provocam nos fumantes um horror como vocês gostam, comodamente, de pensar. Acho incrível um país tão desenvolvido na sua área não conseguir apresentar uma abordagem mais respeitosa, inteligente e criativa, a mim falaria de modo muito mais eficiente, imagens de coisas bonitas e interessantes da vida super significativa que vocês tem não fumando. Penso que, atualmente, as campanhas dão a vocês a segura pseudo-tranqüilidade de que estão cumprindo o papel de cidadãos modelos que estão mudando a vida e o futuro da nação. Acho que poderiam ampliar tamanha agressividade para emcamparem campanhas contra os milhares de brasileiros que falam ao celular enquanto dirigem, aliás, seria interessante se vocês lançassem uma campanha para a diminuição dos automóveis particulares dos fumantes e dos não-fumantes que emitem, assustadoramente, o monóxido de carbono do planeta. Ou quem sabe uma campanha sobre as pequenas corrupções do dia a dia que a maioria aceita, as pequenas gorjetas em troca de pequenos favores, como pagar o "guardador de Carros" para que não arranhe o seu automóvel. Ou quem sabe uma campanha para que nenhum brasileiro fodido sem plano de saúde morra, a partir de hoje, por falta de assistência médica. Talvez uma campanha ofensiva, como a ditadura do não fumar, para que ninguém beba mais do que duas latinhas de cerveja por dia, ou se entupa de calmantes para dormir. Que tal : é proibido ter mal gosto musical? as vítimas dos fumantes não-passivos deveriam pensar em estender a campanha para uma separação total, assumir o seu separatismo,que tal os fumantes vivem à margem esquerda e vocês ocupam o resto do planeta?
Tudo isso me incomoda, no entanto, eu não compartilho de tal ilusão egoísta de que posso escolher pelos outros milhões de adultos que habitam esse planeta."
.
Esse tipo de opinião, ou seja, dos mais interessados no assunto, deve sempre ser levada em consideração, jamais ignorada. Nossa notável Luciene foi realmente feliz ao abordar o tema dessa forma, colocando como as campanhas ati-tabagistas tratam o assunto. Eu já disse isso aqui, mas não custa repetir, quem quiser enriquecer sua opinião sobre o tabagismo, assista o excelente filme "Obrigado por fumar", Fox, 2005.
.
Voltando à campanha em questão, os comerciais vendem produtos que causam os mesmos efeitos colaterais que o cigarro, como um spray para garganta que provoca rouquidão, creme dental que acaba com os dentes e um creme facial que deixa a garota com aparência mais envelhecida. Eis os vídeos.















Fonte: Aletp

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Toyota Occasions: Check

Links para esta postagem
Eu não tenho muito o que falar sobre essa peça, apenas apresentar a bela sacada criativa da Saatchi & Saatchi, de Paris, para a Toyota.
No título do anúncio lê-se: "At Toyota Occasions, we check the cars we sell ourselves."
.
Apesar de não deixar de pensar que, tratando-se de um anúncio de automóvel, não é muito legal ver um suposto mecânico sob um carro. Dá a impressão que a cena tende a ser cotidiana, mas vamos deixar isso pra lá.
.
Por outro lado, tenho reparado que a comunicação da Toyota vem melhorando consideravelmente nas suas últimas campanhas, nada memorável, mas já não é mais aquela coisa quadradinha de sempre.

Nada se cria | 29

Links para esta postagem
Nunca na história desse singelo sanatório foram postadas tantas idéias parecidas. Alguns chamam isso de acaso, outros de chupada mesmo. Eu prefiro acreditar sempre que não passam de meras e inocentes coincidências. Ainda assim, recomendo aos criativos de plantão que antes de finalizar aquela idéia brilhante, certifiquem-se de que não existem outros vinte clones circulando por aí. Eis as peças:

















quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Penso, logo existo

Links para esta postagem
"Você pode pensar muitas coisas. A única coisa que você não pode fazer é não pensar". E com essa fortíssima idéia a F/Nazca S&S criou e desenvolveu uma brilhante campanha para celebrar os 10 anos do canal Futura. Postei na sequência dois de um total de três filmes criados para transmitir a importância do domínio que as pessoas deveriam ter sobre suas próprias vidas.

>Pensamento
.
Tudo bem que existe aí um pouquinho de incoerência, já que está enraizado na cultura do país o fato da televisão não ter absolutamente nada de intelectual. Claro que não passa de um mero e incômodo mito. Existem sim bons programas educativos, só não estão disponíveis as oito horas da noite em canais minimamente conhecidos - mas o Futura é muito bom.
.
Voltando aos filmes, achei realmente intereresante o que disse o gerente de desenvolvimento institucional da Fundação Roberto Marinho, Ricardo Piquet: "Nosso principal objetivo é salientar o protagonismo de cada indivíduo em mudar sua vida, e que ele pode usar o Futura como ferramenta para isso”.
.
Já ouvi várias vezes pessoas falando que gostariam de ler mais, de escrever mais, de ter mais tempo para refletir, etc, etc, etc. O que elas deveriam entender é que esses desejos dependem apenas delas. Você dirige a sua vida, e só depende de você se ela será rica ou não. Mas não quero dar um conselho aqui, na verdade eu não gosto de dar conselhos por dois motivos: Os tolos não saberiam como usá-los, e os sábios não precisam de conselhos. Acredito que quem lê esse blog se encaixa perfeitamente nesse meu segundo grupo. Queria apenas dizer que o conceito dos filmes é mais ou menos esse.
.
Já o vídeo a seguir, intitulado como “Verdades” tem uma estrutura parecida, mostrando uma sequência controvérsia na história da humanidade. No final, assina dizendo que o Futura é o canal que liga você.

>Verdades

terça-feira, 2 de outubro de 2007

A mosca

Links para esta postagem
Não tenho muito o que dizer desse irreverente comercial para o GPS Mio Digi Walker. Mas não poderia deixar de compartilhar com os que ainda não viram. Quem assina é a agência Duval Guillaume Brussels.
.
Só fico imaginando a cara do pessoal do atendimento apresentando a idéia ao cliente, deve ser no mínimo, curioso.