terça-feira, 30 de setembro de 2008

Mais polêmico do que criativo | 15

Links para esta postagem
E para começar bem o mês de outubro, vejam esse curioso e polêmico comercial de uma rádio FM nos Estados Unidos. Sinceramente, eu não consigo imaginar como os autores conseguem fazer algo como isso e achar que não vai gerar protestos da sociedade. Ou trata-se de muita ingenuidade, ou a coisa toda é planejada para gerar comentários espontâneos.

No vídeo, funcionários de um escritório tiram a roupa ao ouvirem a Mike FM - tem até uma mulher grávida no meio desse início de reunião orgíaca. Como o Louco não, publicitário tem uma seção exclusiva para essas presepadas, resta-me apenas inserir mais esse desafortunado filme na coleção.

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Nada se cria | 56

Links para esta postagem
Caros amigos, o repentino aumento das novas categorias aqui no blog fez com que o Nada se cria ficasse de lado em nossas pautas, mas como é sempre um barato comparar peças publicitárias parecidas, quero registrar que continuarei postando sobre o tema. Lembro ainda que recentemente dividi as postagens em tags - e como o serviço é braçal mesmo - estou organizando um a um os mais de 400 posts já publicados aqui. Repare que inseri a seção "categorias" na barra lateral, dessa forma você pode rever de maneira bem mais prática tudo o que ja foi falado no Nada se cria por exemplo. Os posts mais antigos ainda não foram catalogados, mas em breve estará tudo nos conformes (pelo menos é o que eu espero).

Sobre as coincidências (ou não) de hoje, separei esses quatro anúncios baseados na famosíssima fotografia dos trabalhadores durante a construção do Rockefeller Center, em Nova Iorque (ver imagem). Datada de 1932, a foto dos operários almoçando a mais de 800 pés de altura é um ícone incontestável.

Oportuna como sempre, a propaganda aproveitou-se desse click épico e fez lá suas adaptações. O resultado é esse que vemos a seguir.

Image Hosted by ImageShack.us
Lego
Agência: Jung Von Matt
País: Alemanha


Image Hosted by ImageShack.us
Famastil
Agência: E21
País: Brasil


Image Hosted by ImageShack.us
Builders (Construtores)
Foto: Frank Uyttenhove


Image Hosted by ImageShack.us
Sony
Agência: BBDO New York
País: Estados Unidos

domingo, 28 de setembro de 2008

Eu não tenho ídolos

Links para esta postagem
Quero abrir um pequeno parênteses aqui para compartilhar uma opinião que formatei nesse último fim de semana. Perdoem-me se foge do nosso assunto principal, mas acredito que de vez em quando, parar e pensar ajuda muito mais do que parece. Hábitos.

Publiquei recentemente aqui no blog minha opinião sobre uma palestra “motivacional” que assisti no IEL, e para finalizar o texto citei Roberto Shinyashike. O curioso foi que nesse último sábado a noite – enquanto prestigiava o show da banda Vanguart no SESC Arsenal aqui em Cuiabá – fui abordado por um amigo que lê esse simpático blog. Ele disse ponderadamente algo como:

“Leio seu blog, gosto dele. Não concordo com essa coisa abstrata do Roberto Shinyashike. Sou muito cético pra isso, mas respeito sua opinião. Cada um acredita no que bem entende.”
Eu não respondi nada, mas mentalmente aquilo me fez pensar por um bom tempo “pós-show”.

Sei que algumas pessoas que navegam por aqui têm seus “sítios” ou exercitam a escrita de outras diversas maneiras. Veja como é importante cuidar com o que se faz com um teclado nos dias de hoje. Tenha noção que seus textos moldam você, ajudam a criar sua identidade. O fato de eu ter citado achar melhor ficar em casa lendo Shinyashike a ver uma palestra motivacional sob outro tema não significa que eu penso como o livro. Foi apenas um exemplo baseando-se na falta de coerência do tema da palestra.

Essas segundas leituras devem ser sempre levadas em consideração. Eu não vejo como ídolo um cara como Roberto Shinyashike. Para ser bem sincero, também não acredito muito nesse negócio de ídolos. Não acredito em nada que não tenha um mínimo de matematização para comprovar sua veracidade. Eu não acredito nesse papo de sobrenatural, de profecias, de destino, de sexto sentido...

As pessoas tendem a marginalizar quem vai contra algumas idéias digamos “populares”. Não me importo com isso, só vou tomar mais cuidado para não por isso nos textos que escrevo. É o meu modelo moderno de ciência de levar a vida.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Abre aspas - A fórmula 1 tá massa

Links para esta postagem
Acompanho a Fórmula 1 desde quando Piquet e Senna se pegavam nas curvas. Vi Nigel Mansell, Alain Prost e aquela coisa chamada Forti-Corsi, por alguns considerada as "tartarugas amarelas". Vi o mito Schumacher ir, ver e vencer (vencer muitas vezes diga-se de passagem). Vi até Barrichello sendo vice-campeão mundial certa vez.

Essa paixão que herdei de meu pai, faz com que poucos compromissos aos domingos de manhã tenham mais importância do que acordar para ver aqueles céleres carros correndo em círculos.
Jamais assisti uma corrida da categoria in loco, mas isso está entre os 5 mil planos que tenho até o evento do meu funeral.

Neste domingo tem o Grande Prêmio de Cingapura, e pela primeira vez em 58 anos, a corrida acontecerá a noite. Com Felipe Massa e Lewis Hamilton apimentando cada vez mais o mundial de pilotos, com quatro corridas para o final e com apenas um ponto separando os dois, só posso garantir que não perco isso por nada.

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem
rodrigo_franco_mario_o_publ31.gif

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

SENAC. Diferente de ontem

Links para esta postagem
Concordo que quatro anos é um tempo considerável, mas a ponto de fazer as afirmações que esse comercial do SENAC faz, acho no mínimo curioso. Ainda assim, a idéia tem personalidade, foca no público e faz as pessoas pensarem - eu gosto muito disso.
Por razões óbvias, lembrei-me desses outros filmes publicados aqui há algum tempo, vale a pena rever. (aqui e aqui)

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Marketing de relacionamento. Case Plaenge

Links para esta postagem
Alguns podem se perguntar o que vale mais, conquistar novos clientes ou fidelizar os já conquistados. A melhor resposta ainda é: fidelize os atuais conquistando novos. E com esse foco, foi ministrada ontem a noite na UNIC (Universidade de Cuiabá) a palestra Marketing de Relacionamento, com Rogério Fabian Iwankiw - diretor regional do Grupo Plaenge em Cuiabá.

Tenho ciência que sou suspeito em citar a Plaenge (para quem não sabe, trabalho no marketing da empresa), mas como criei o hábito de comentar aqui no blog todos os eventos em que participo, este em especial não poderia ficar de fora.

Os alunos de propaganda e marketing presentes na palestra tiveram a oportunidade de ouvir detalhes de uma estratégia de relacionamento de extremo sucesso. A Plaenge é conhecida por tratar seus clientes com uma relação muito próxima, cheia de mimos e carinhos. Com isso, seu marketing tomou corpo tornando a marca um clichê de relacionamento direto. A Plaenge raramente anuncia em televisão ou rádio, em vez disso, opta por mídias menos convencionais, porém de extrema eficiência.

O tema tratado por Iwankiw ficou restrito ao relacionamento com o cliente, que é ilustrado na figura abaixo.

Image Hosted by ImageShack.us

Note-se que esse não é um formato convencional, que pode ser estudado em qualquer livro de Philip Kotler. Trata-se de uma fórmula que foi elaborada com o tempo, demonstrando profundo conhecimento de produto, demanda, pessoas, etc. O ciclo destaca os principais pontos que têm importância num processo de aquisição de um produto tão importante quanto um apartamento (vale lembrar que um apartamento está entre os bens mais valiosos que as pessoas compram durante a vida).

Em pouco mais de 1h20min de palestra, ficou claro o posicionamento da Plaenge, desde o cuidado com o prazo de entrega (a empresa jamais atrasou a entrega de seus mais de 120 empreendimentos) até os mínimos detalhes como prêmios aos clientes que indicam outras pessoas a comprarem um apartamento da marca.

No geral, a grande maioria gostou do que viu e saiu de lá com a sensação de ter conhecido de perto algumas idéias que raramente são transmitidas com tanto realismo nas universidades. Eu sou a prova viva disso.

Pine Sol

Links para esta postagem
Recebi este belo anúncio do amigo Neto, da FCS. São poucos trabalhos de publicidade que apresentam tamanha simplicidade. Gosto de ressaltar aquela inconsciente pergunta que qualquer esforço de comunicação pertinente deve fazer. Qual é o benefício que isso trará para mim? Este anúncio responde a isso de maneira muito, mas muito eficiente.
Image Hosted by ImageShack.us

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

domingo, 21 de setembro de 2008

Nada se cria | 55

Links para esta postagem
Na edição de hoje do sempre aclamado Nada se cria, publico quatro filmes que têm um "pequeno" detalhe em comum. Como comentei algumas vezes por aqui, já vi muita coisa parecida em propaganda - até por isso, resolvi compartilhar tudo o que vejo postando nessa singela categoria do blog. Mas dessa vez, confesso que fiquei embasbacado com as prováveis coincidências.


Norwegian Lottery: Lucky You
Angência: Try Advertising Agency
País: Noruega



Minute Maid - Bloom
Agência: Ogilvy & Mather
País: Hong Kong



Renault - The Couple
Agência: Publicis Conseil
País: França



The Getty Center: Heads
Agência: M&C Ssstchi
País: EUA

sábado, 20 de setembro de 2008

Se beber, não dirija. Ou pelo menos mire no poste e salve a árvore.

Links para esta postagem
Domingo, dia 21 de setembro é o emblemático dia da árvore - tudo bem que um dia representa apenas 0,2% do ano inteiro - e convenhamos, é muito pouco.
Eu separei esse anúncio de oportunidade porque achei interessante a sacada de lincar com os apelos de comerciais de cerveja.
A criação é da agência carioca 11|21 para a ABRAD - Associação Brasileira de Alcóolicos e Drogas .
Image Hosted by ImageShack.us

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Fio dental Johnson & Johnson

Links para esta postagem
Image Hosted by ImageShack.us
Isso é o que eu chamo de mídia alternativa, ou alternativa de mídia. Para alguns, não tão alternativa assim, mas que foi uma baita sacada para vender fio dental, ah, isso foi.
Não consegui descobrir quem assina, provavelvente é a agência Samurai, que tem a conta da Johnson & Johnson.

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Por cima é mais rápido

Links para esta postagem
Image Hosted by ImageShack.us
Quando uma mídia alternativa como essa é bem feita, o benefício faz todo sentido. O esforço de comunicação em questão é da Air Lounge (Brooker de helicóptero) criado pela MatosGrey.

No texto menor da imagem lê-se: "São Paulo é a 3ª maior frota privada de helicópteros do mundo, e a cidade sofre diariamente com seu trânsito caótico. Pensando nisso, foi colado este banner na calçada prózima a um edifício comercial com grande circulação de empresários, mostrando um congestionamento de São Paulo. As pessoas andam por cima dele e no final são impactadas pela mensagem de uma consultoria de vendas de helicópteros."

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Acertar é humano

Links para esta postagem
Como alguns já devem ter observado, virou um hábito eu publicar minha opinião sempre que participo de palestras, cursos ou qualquer outro evento que renda alguma reflexão. Sei que pode ser desinteressante para alguns, e para esse grupo, só posso pedir desculpas pela abordagem. Aos demais, fiquem a vontade para comentar a respeito, e aos que participaram in loco, fica a oportunidade de pôr sua opinião na mesa.

Durante os meses de agosto e setembro de 2008, o IEL realiza em Cuiabá o IV Fórum IEL - Gestão Empresarial. São palestras com profissionais especializados em diversas áreas, estratégia empresarial, empreendedorismo, criatividade, etc - (veja programação completa aqui).

O assunto que vou tratar agora é referente à palestra que acabei assistir no auditório da Fientec, com Leila Navarro (www.leilanavarro.com.br) e José María Gasalla (www.gasalla.com.br).

O tema abordado pelos dois foi Relacionamento & Networking, porém, o que mais vi por lá foi um show de dois artistas mais preocupados em motivar e provar aos presentes que eles podem mudar, no mínimo, o mundo. Posso dizer que foi um começo inusitado e muito bem humorado - daqueles de surpreender a todos. Gasalla adentrou ao auditório jogando basquete e Leila fazendo uma espécie de strep tease ao som de um "popzinho" clássico norte-americano - foi também o melhor momento da noite - que até então prometia.

O começo de verdade foi aquele "clichezão" de palestras motivacionais: quebra de paradigmas. Só me surpreendi ao ouvir uma metáfora usando técnicas do filósofo Confúcio para explicar isso. Vale a pena reproduzir aqui. “Tudo o que eu ouço, esqueço. Tudo o que vejo, lembro. Tudo o que faço, aprendo.”

Outro ponto que despertou minha atenção enquanto reparava na escatológica programação visual do auditório, foi a frase típica de todo bom brasileiro: Errar é humano! Esqueça isso. Encare como "Acertar é humano". Em outras palavras, ou você acerta, ou você aprende. Tudo, absolutamente tudo depende do ângulo como você observa. Pegou a idéia?

Cartão de vistas. Tenha um. É a dica mais valiosa que vi na palestra da Leila, cordialmente falando é claro. O que ela quis dizer é que você é uma empresa, encare-se dessa forma, e seu cartão de visitas é um dos seus principais materiais promocionais. Se possível, tenha um cartão tão criativo quanto você.

Já Gasilla, que é espanhol e reside em Madri, citou entusiasticamente que admira o Brasil - principalmente os brasileiros. Para ele, nosso país é diversificado e vive seu melhor momento, falta apenas que acredite em seu capital humano. Você não precisa buscar motivação, já é um ótimo começo se não se deixar desmotivar.

Resumindo foi uma palestra light (até demais), que fugia do foco com certa periodicidade e forçava boa parte dos presentes a consultarem o relógio a cada 20 minutos. Não vi a palestra como algo que me fará dar mais valor do que já dou a uma boa rede de relacionamentos. Apesar do clima agradável no qual foi conduzido o evento, ainda acho que seria melhor ter ficado em casa lendo algum livro de Roberto Shinyashike.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Propagandas que embalaram minha infância: US-Top

Links para esta postagem
Essa é uma categoria nostálgica do blog, e como o próprio título bem diz, são propagandas que embalaram a infância desse que vos fala. Porém, o clássico comercial de hoje - veiculado em 1985 - é diferente por não constar em minha galeria imaginária (nasci em 1981). Então permita que eu explique o porquê dele dar as caras por aqui.

Já constatei que a maioria dos frequentadores desse blog, além de ser publicitários e/ou estudantes de publicidade, estão abaixo da faixa dos 30 anos de idade. Sendo assim, poucos lembram desse famoso comercial da US-Top que posto logo abaixo.

O mais curioso é o fato de muitos "jovens" usarem o bordão "Bonita camisa Fernandinho" sem ter a exata idéia da repercussão que o filme teve em sua época. A antológica campanha da Talent foi criada para a São Paulo Alpargatas, que então lançara no mercado camisas com a marca US-Top. O vídeo também marcou todos os Fernandos da época e ilustrou com muito bom humor a relação chefe/puxa-sacos - tão presente no imaginário coletivo do brasileiro.

No livro "Fazer Acontecer", de Julio Ribeiro (dono da Talent), o sucesso de Fernandinho é creditado ao seu estilo anti-héroi, mais ou menos como o Garoto Bom-Bril. Ele revela que na apresentação da campanha o cliente sentiu-se chocado, e apesar de aberto a sugestões, esperava um tipo “modelão”, musculoso e bronzeado. Em vez disso viu-se frente-a-frente com um cara franzino, imberbe e inseguro. Recusou. "Nós insistimos, e ele ficou de pensar. Venceu o Fernandinho”.

Como li no site Almanaque da Comunicação, trata-se sem dúvida alguma, de uma das mais bem aceitas campanhas da história da propaganda brasileira. Lembre-se disso quando seu colega de trabalho o cumprimentar pela manhã com um canoro "Bonita camisa Fernandinho".

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem
Mario Publicitario Tirinha Comics

domingo, 14 de setembro de 2008

Banco Volkwagen - Top de Marketing

Links para esta postagem
Esse anúncio não tem nada de mais - é só um "alltypezinho" legal, que poderia ser feito em qualquer agência no interior de qualquer lugar do Brasil - mas quem assina é a AlmapBBDO. O que quero passar com a sacada é a sua simplicidade excessiva. Deu uma leve impressão que foi feita às pressas - bem típico desses tipos de anúncios. (Espero que o pessoal da Almapp não leia isso).
Image Hosted by ImageShack.us

sábado, 13 de setembro de 2008

Nada se cria? | 54

Links para esta postagem
Fiquei na dúvida se postava esses dois filmes na categoria Nada se cria. De um lado, a marca de celulares Neotel, do outro, a energia dos chocolates Snickers (vale lembrar que já publiquei o que acho sobre o segundo comercial - reveja aqui).

A questão é que não os achei tããããão parecidos assim, mas como trata-se de uma mera questão de ponto de vista, a melhor coisa a se fazer é publicar e deixar para que cada um tire suas próprias conclusões.


Neotel
Agência: TWBA
País: África do Sul



Snikers
Agência: Impact/BBDO
País: Emirados Árabes Unidos

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Processo de trabalho

Links para esta postagem
Vi por ai e achei curioso, nada mais.
Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem

Rossi - mais barato que a compra de mês

Links para esta postagem
Excelente ação da construtora Rossi para vender parcelas a partir de 290 reais. A idéia é tão simples quanto original. Uma etiqueta é colada no final das notas fiscais de supermercados que tenham valor superior a parcela do apartamento.

Image Hosted by ImageShack.us

Nissan

Links para esta postagem
Não tinha como deixar de publicar esse anúncio da Nissan. Achei fantástico, ímpar e digno de toda minha reverência. Será que estou exagerando?
A agência que assina é a TBWA, de Los Angeles, EUA.
Image Hosted by ImageShack.us

terça-feira, 9 de setembro de 2008

O café "tava" envenenado

Links para esta postagem
Este é um post especial. O motivo é o nobre fato de ter sido sugerido pelo meu pai - até então, eu jamais imaginaria que ele prestava um pingo de atenção nas propagandas da TV - quanto mais em opinar sobre o assunto. E como meu pai - além de ter sido o grande responsável pelo meu ingresso na atmosfera da propaganda - é também a pessoa mais notável que eu conheço. Sendo assim, não poderia deixar de registrar sua opinião por aqui.

O comercial em questão é da Renault, que veiculou no intervalo do Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, no último domingo. A agência que assina a peça é a Neogama BBH, mas antes de continuar, peço que assista ao filme.



A pergunta que fica no ar é: Qual é mesmo a moral da história? Ora bolas! Ou eu vi demais ou é fato que a esposa serviu café envenenado ao marido que não fazia nada demais - apenas estava interessado em assistir a corrida. Será que esse tipo de apelo é mesmo necessário?

Peço desculpas aos autores do comercial caso eu não tenha entendido o recado, mas até onde eu sei, esse não é o formato mais saudável de família que as pessoas constroem. Eu pensei e repensei depois de assistir e deveras, não consegui chegar a uma conclusão que inocentasse o péssimo gosto do vídeo.

Também não sei o porquê, mas por algum motivo lembrei de um dos primeiros comerciais da Mastercard sob a campanha "Não tem preço". Coincidentemente, o filme também tinha a Fórmula 1 como pano de fundo e colocava uma mulher brigando com o marido que tentava assistir a corrida na varanda de um hotel no principado de Mônaco.

Se alguém dotar de opinião diferente a essa que acabei de expressar, por favor, fique a vontade para expô-la - será muito bem vinda.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Abre Aspas - O primeiro a gente nunca esquece

Links para esta postagem
Washington Olivetto e Bruna Surfistinha em um lançamento de livro. Meu deus! Que mundo é esse? Não consigo imaginar que espécie de diálogo poderia haver entre os dois.

Mapas da National Air Cargo

Links para esta postagem
Muito bem pensado esse anúncio da National Air Cargo. A direção de arte não é das melhores, mas a sacada é muito original - só espero não encontrar nada parecido por aí. De qualquer forma, fico imaginado o trabalho que dever ter dado para montar esse pequeno quebra-cabeça de mapas.

Sugiro que você clique no anúncio para ampliá-lo e ver os mapas com mais detalhes. A agência que assina é a Turrino Advertising, da Índia.

Fonte: BestAdsOnTV.com
..
..
..

domingo, 7 de setembro de 2008

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem

Nada se cria | 53

Links para esta postagem
A categoria é o Nada se cria, mas não acredito que sejam cópias descaradas - apesar de três em quatro peças serem de carros. Imagino que são apenas raciocínios parecidinhos... Eu acho.

Image Hosted by ImageShack.us
Produto: Lexus LX 570
Agência: Saatchi & Saatchi
País: Austrália

Image Hosted by ImageShack.us
Produto: Jeep 4x4
Agência: Knsk Weerbeagentur

País: Alemanha
Image Hosted by ImageShack.us
Produto: Renault Clio
Agência:
Neogama BBH
País: Brasil


Image Hosted by ImageShack.us
Produto: Sundow
Agência: DDB
País: Brasil

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Estátua

Links para esta postagem
Gostei desse trabalho da agência Bronx Comunicação para o Patronato Santo Antônio. Uma foto que fala por si e um texto que nos faz realmente pensar como deve ser humilhante a vida dessas pessoas. Lê-se: "Já é difícil para uma estátua viver nas ruas. Imagine então para uma criança".

Aqui onde eu moro (Cuiabá.MT) não é tão comum presenciar essas cenas, mas sempre que vou a São Paulo ou outra grande cidade fico impressionado com a quantidade de pessoas que vivem esparramadas pelas calçadas e ruelas. Também me impressiona a forma como isso não afeta mais as pessoas.

Eu gosto de anúncios como esse porque tentam resgatar o sentimento humano de se por na pele do outro. Na minha opinião, esse é o verdadeiro objetivo dessas campanhas. É fazer pensarmos com alguma consciência.

Quando aos detalhes técnicos, gostei do destaque nas lâmpadas da praça - deu a clara mensagem secundária: "ainda há luz no fim do túnel". Achei a criança bem vestida demais para o contexto que se quis passar - poderia ter ficado mais coerente com a situação da estátua.

De qualquer forma, se esse blog tem algo a dizer aos criadores do anúncio - o recado é, Parabéns!

Image Hosted by ImageShack.us
Assista ao filme da campanha no site do Clube de Criação de São Paulo. (aqui)

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Continental X Michelin

Links para esta postagem
Tem gente que odeia e tem gente que adora as sempre apimentadas propagandas que citam o concorrente, posso me colocar no segundo grupo por algumas boas razões. Vale sempre lembrar que seu uso primário advém de contexto político - daí já se tem uma boa base para entender algumas campanhas.

Não tem como falar sobre esse assunto sem se lembrar de pelo menos meia dúzia de "duelos" entre a Coca-Cola e a Pepsi - nos Estados Unidos é mais cultural esse tipo de publicidade. Por aqui, lembro instantaneamente do Carlos Moreno comparando um produto da Bom-Bril e seu concorrente mais direto. (Você encontra esses vídeos fácil no Youtube).

Recentemente também tivemos os casos das cervejas se confrontando e por aí vai. A questão é que é um grande barato para o consumidor ver uma propaganda respondendo a outra de maneira mais criativa (isso é importante). Duvido que o cara da criação não se empenhe mais quando cai na sua pauta um job como esse. Como diria a um amigo, isto é uma guerra, e nós somos os soldados.

Falei disso para comentar sobre o anúncio da fabricante de pneus Continental, onde a Michelin também aparece. A idéia é transmitir a mensagem de pneus com longa duração e aderência. Convenhamos, a sacada dos cartazes colados na parede de uma borracharia ficou realmente muito boa !

Image Hosted by ImageShack.us

As aventuras de Mário, o publicitário

Links para esta postagem
Já fazia um considerável tempo que eu queria postar regularmente tiras sobre a vida dos publicitários, e como não tenho lá muito jeito para desenhar, contactei o colega de profissão Rodrigo Franco. Para quem não sabe, o Rodrigo é um diretor de arte que atua em São Paulo e é o autor das excelentes tiras de Mário, o publicitário.

A princípio, a periodicidade dessa nova categoria será de duas tiras por semana - podendo sofrer alterações de acordo com as variáveis incontroláveis que assombram a realidade de todo publicitário que se preze.

Segundo o próprio Rodrigo, Mário é uma idéia antiga, baseada em um amigo dele, de quem não é preciso citar o nome. É como uma autocrítica mesmo. Quem está no pequeno mundo da propaganda vai se identificar com pelo menos 9 entre 10 tirinhas.

E a quem se interessar mais pelo trabalho do Rodrigo, convido a acessar também seu blog (www.cazz.com.br) ou escrever para rodrigo@cazz.com.br.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Ajude. Para que ninguém faça aqui a ceia de natal

Links para esta postagem
Eu já tentei chegar a alguma conclusão sobre a melhor forma de falar - através da publicidade - com as pessoas sobre o real problema da miséria. Até agora, a única certeza que tenho é que não é uma tarefa nada fácil. O discurso já é automático e tornou-se comum as pessoas ficarem menos sensibilizadas. Quase ninguém tem tempo de verdade pra isso.

Este anúncio ao lado me chamou a atenção pelo fato de citar o natal como a data onde é mais difícil não ter uma família. No texto lê-se: "Ajude. Para que ninguém faça aqui a ceia de natal".

Toda a fantasia construída em cima dessa data tornou as pessoas mais sensíveis. Acho que não deveria ser assim, até porque, quem tem fome sente fome o ano inteiro. De qualquer forma, a peça está redonda e apela para o sentimento de culpa inerente aos cidadãos do mundo capitalista. A agência que assina é a McCann para a Vitae, Associação de apoio aos sem-abrigo.

Fonte: ptFólio

> Clique na imagem para ampliar.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Mais polêmico do que criativo | 14

Links para esta postagem
Ok ok, eu sei que já fazia algum tempo que não postava para a categoria "Mais polêmico do que criativo", mas está ficando cada vez mais difícil peneirar algo que valha a pena se compartilhado por aqui. Eu até tentei encontrar um comercial que vi no programa Reclame, do Multishow. Se não me engano é da FIAT. O filme mostra um presidiário que logo após sair da cadeia, vê o carro estacionado e o furta. Logo em seguida ele é capturado e volta para a cela. Quem tiver esse vídeo e a ficha técnica, por favor, envie a esse blogueiro que vos fala.

Quando ao polêmico comercial de hoje, gostei dessa versão do já clássico "relaxa e goza", da ministra do turismo Marta Suplicy durante apagão aéreo que vivenciamos recentemente. A adaptação para o "relaxa e compra" é oportuna, porém, o conjunto da obra ficou pobre. De qualquer forma, o comercial do Peugeot 206 SW criado pela Euro RSCG Brasil foi "convidado" a sair do ar pelo Governo Federal, e em seu lugar, entrou uma versão mais light. Há quem diga que houve intervenção do próprio presidente Lula. (veja aqui)

Mesmo o segundo vídeo ficou poucos dias no ar devido ao acidente com o avião da TAM em Congonhas. O próprio anunciante percebeu que a brincadeira perdera a graça diante de um dos maiores acidentes aéreos da história da aviação civil brasileira.

1ª versão:


2ª versão:


Origem da polêmica:

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Gordura saturada

Links para esta postagem
Para começar bem o dia, algumas peças para a campanha que manda você abrir seus olhos a gordura saturada. Nada extraordinário a ponto de mudar os hábitos alimentares de quem realmente importa. Assim como já conclui com as polêmicas campanhas anti-tabagistas, esse tipo de apelo não tem efeito algum*. A agência que assina é a BBH, de Londres.








* Na minha opinião.