sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Leitura recomendada | Criação na propaganda impressa

No segundo livro de João Vicente Cegato Bertomeu postado aqui no blog, destaco alguns raciocínios que devem interessar aos mais apaixonados por propaganda impressa – como é o caso deste que vos escreve. Para quem ainda não percebeu, o Louco, não. Publicitário é um blog levemente voltado para campanhas impressas – ainda que alguns insistam em afirmar que elas estão agonizando perante as tais mídias on-line.

“Criação em propaganda impressa” – assim como “Criação em filmes publicitários" – é indispensável aos novos profissionais de comunicação, e motivos para isso não faltam. Além de apresentar os principais documentos que compõem uma campanha publicitária, detalha com extrema competência todo o processo que uma ideia percorre dentro de uma agência. Para Washington Olivetto, fazer propaganda é tentar inventar algo novo, ou transformar o velho.

Bertomeu destaca ainda que as universidades e faculdades de comunicação preparam o aluno para um mercado que dá ênfase ao profissional com mais experiência em marketing – e não em criação. Por isso, ao invés de ficar preso em conceitos inúteis, o livro tenta demonstrar - na prática - a realidade de um verdadeiro processo criativo, reproduzindo briefing's, raf's e layout's reais de grandes agências do país, como a AlmapBBDO.

Celso Loducca, sócio e diretor de criação da Lowe Loducca, lembra que antigamente era o criador quem dizia qual era o discurso, de uma forma intuitiva. Hoje, esse discurso é determinado em conjunto pelo atendimento, criação e mídia, para que o criador trabalhe em cima. De uma certa forma, o livro mostra como funciona esse formato de agência que foi construído ao longo dos anos no Brasil. Não é um livro que tenta se antecipar ao futuro da propaganda, ele apenas mostra como é feito uma boa campanha. É um material riquíssimo para quem está saindo da faculdade e ainda teme pela falta de experiência.

Num outro momento, discute-se a pouca relevância estratégica das sacadinhas criativas – que podem até funcionar, mas ainda tendem a ser menos eficazes do que campanhas que têm por trás uma ideia e um objetivo claramente definidos. O processo criativo na propaganda possui etapas bem evidenciadas – e o livro as coloca de forma clara. Entender esse processo pode ser simples, exigindo apenas alguma dedicação. Entenda que quanto mais você se exercitar, melhor será sua criação.
::
CRIAÇÃO EM PROPAGANDA IMPRESSA - 3ª Ed.

Autor: João Vicente Cegato Bertomeu
Categoria: Marketing e Comunicação
Editora: Cengage Learning
Blog da editora
130 Páginas

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
:: Clique aqui para comprar

2 comentários:

Adriana Boaski disse...

Eu já li esse livro para fazer um trabalho da Faculdade. A leitura é bem simples e tem bastante conceito nele, super fácil de acompanhar e muito bem explicado.

É, praticamente, uma leitura obrigatória para qualquer publicitário.

Hernandes disse...

Eu já havia visitado este Blog outras vezes. Tem um conteúdo mto bacana e com uma linguagem maneira. #recomendo