quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Panda do Ismael

(Nunca diga não ao Panda) - O Ismael me encheu o saco para postar essa campanha, por isso, a culpa é toda dele. Pensando bem, tenho a impressão que é o próprio Ismael que está sob aquela fantasia de panda - qualquer dia eu publico uma foto dele por aqui, daí vocês irão entender melhor. E já que eu toquei no assunto, permita-me dissertar melhor sobre Ismael Gadelha.


Cidadão honorário da belíssima Londrina, Sir Gadelha é um daqueles designers pouco ortodoxos - se é que é possível ser designer sem ser minimamente ortodoxo. Vivo falando para ele criar uma maldita conta no Twitter, mas não sei por que cargas d'água ele insiste em permanecer-se off-line (desconfio que ele ainda manda telegramas de vez e quando). Uma vez ele me disse que essas redes sociais não passam de uma grande bobagem inventada por desocupados como eu. O pior é que estou começando a concordar com ele.

Mas enquanto não decido o que pensar das tais febres sociais prefiro ficar com meu o meu melhor amigo, o Google Reader - outra ferramenta que ele abomina. Facebook, Skoob, Moovee.me e Last.fm são quase como palavrões para o meu amigo Panda. Nem vou tocar no assunto Corel X Illustrator para não dar briga, mas juro que ainda farei com que ele escreva "Heinekein" no programa da Adobe.

Ano que vem ele casa e as coisas devem melhorar, ou não. E como eu sei que ele vai ler isso, acho melhor parar por aqui, Ismael possui amigos perigosos. Para você ter uma ideia, perto de um desses amigos o Coronel Nascimento não passa de uma garotinha amedrontada. Um sujetio bem peculiar, esse Ismael.


0 comentários: