segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eu voltei

Links para esta postagem
(51) - Sim, voltamos. Ou melhor, voltei. Já que este blog é composto apenas por um presidente, no caso, eu. Sempre quis ser presidente de alguma coisa, lembro que no colégio me canditatei várias vezes para representar a classe, e assim como Abraham Lincoln, sempre levei a minoria dos votos dos meus colegas. Mas Lincoln era persistente e também vivia querendo ser presidente de alguma coisa, acabou presidindo os Estados Unidos, e eu, o blog.

Dito isso, informo que voltei à rotina de bobagens, digo, postagens. Mas antes, uma explicação. A minha ausência deveu-se, principalmente, porque passei os últimos 40 dias pensando em alguma ideia que pudesse me colocar na lista dos homens mais ricos do mundo. Saca Mark Zuckerberg? Então, queria me concentrar exclusivamente em algo que pudesse me fazer um multibilionário (tá certo isso, não tem um hífen?). Pelas minhas contas, devo ter tido umas sete boas ideias, outras 15 bem idiotas e apenas uma que tinha potencial para cumprir com o meu objetivo. Na verdade, era uma grande ideia, dessas que não se tem todos os dias. Porém, tratava-se de uma ideia que daria um trabalho dos diabos para ser colocada em prática. Envolveria várias técnicas, conhecimentos, pessoas, criatividade ilimitada, etc, etc, etc. Deve dar mesmo muito trabalho entrar para a Forbes.

Sempre prego por aí que devemos encontrar as situações que nos agucem a ter boas ideias. É incrível como existem lugares que têm a incrível capacidade de nos motivar e outros que conseguem igualmente nos intimidar. A Globo, por exemplo, é uma coisa que me deprime. Não sei porque as pessoas gostam tanto de assistir. Não tem nada que preste ali, é um lixo sem precedentes na história do entretenimento mundial. A Globo chama todos os brasileiros de burros, diariamente, e ninguém fala nada. Apenas continuam assistindo. Alguém por me dizer o que é aquele João Sorrizão!? E as novelas!? Dias desses que fui descobrir que não passa mais aquela do Ferraço. Não tem como se entreter, muito menos se inspirar com isso, um aspidador de pó é mais interessante. Sério!

Resumindo a bagaça toda, o que quero dizer é: fuja do pop, não procure um emprego, crie um. Não tem como ter uma boa ideia consumindo ração. E acredite, quando todos estão gostando, é porque é ruim. A multidão é feita de pessoas ignorantes, mal-educadas e preconceituosas. Não tem como entender como as coisas funcionam vendo apenas o que te mandam ver.

Quer um bom começo? Leia "Bilionários por acaso - A criação do Facebook" e depois assista "A Rede Social".

bilionarios+por+acaso+:+a+criacao+do+facebook

Livro: Bilionários
por acaso - A criação
do Facebook
Ben Mezrich
Por: R$ 22,90
COMPRAR

dvd++a+rede+social+-+edicao+de+colecionador+-+duplo

DVD:
A Rede Social

R$ 39,90
COMPRAR


Voltamos com o blog. Se a minha ideia vingar, nomeio imediatamente um vice-presidente para este blog.